A Doce Vida. 1950 - 1960. Estrelas e celebridades na Itália nos Mercados de Traiano em Roma

Escrito por: -

La Dolce Vita. 1950 - 1960. Stars and celebrities in the Italian Fifties

Entre fotógrafos, cinema no Tevere, clima vintage, férias em vespa e fontes cenográficas, o verão romano continua em vento em poupa, junto com as comemorações dos primeiros cinquenta anos da Doce Vida de Fellini, escolhido como fio condutor da manifestação romana.

A mostra “Il cinema italiano al tempo della Dolce Vita” (O cinema italiano no tempo da Doce Vida) no Museu de Roma Intrastevere chegou ao fim, e agora serão os Mercados de Traiano que hospedarão as imagens, os astros, os climas das 100 fotos selecionadas pelos arquivos Luce, e dos 100 recortes de jornais dos anos Cinquenta em mostra com La Dolce Vita. 1950 - 1960. Stars and celebrities in the Italian Fiftie, até o dia 14 de novembro de 2010.

Uma viagem nostálgica na Roma de Fellini que tem como set a cidade inteira, entre astros assediados por fotógrafos e escândalos de jornais, com a Claudia Cardinale bronzeada depois as tomadas do filme clássico O Leopardo, que bate papo com o Burt Lancaster e Alain Delon, e Vittorio Gassman que em 1954 se divorciava da segunda esposa Shelley Winters e começa uma super fotografada história com a Anna Maria Ferrero ..

La Dolce Vita. 1950 - 1960. Stars and celebrities in the Italian fifties nos Mercados de Traiano
La Dolce Vita. 1950 - 1960. Stars and celebrities in the Italian fifties ai Mercati di Traiano La Dolce Vita. 1950 - 1960. Stars and celebrities in the Italian fifties ai Mercati di Traiano La Dolce Vita. 1950 - 1960. Stars and celebrities in the Italian fifties ai Mercati di Traiano La Dolce Vita. 1950 - 1960. Stars and celebrities in the Italian fifties ai Mercati di Traiano

.. mas temos também Charlton Heston e Stephen Boyd fotografados na vespa durante uma pausa dos trabalhos de Ben Hur na Cinecittà, Audrey Hepburn com o cachorrinho depois de chegar no aeroporto de Campino, Anita Ekberg na companhia do costureiro dos astros Shubert no Palácio dos Congressos para o prêmio Máscara de Prata, enquanto a Maria Callas deixa o marido Battista Meneghini pelo armador grego Aristóteles Onassis, e o casamento entre Virna Lisi e Franco Pesci está entre os mais fotografados.

La Dolce Vita. 1950 - 1960. Stars and celebrities in the Italian fifties ai Mercati di Traiano La Dolce Vita. 1950 - 1960. Stars and celebrities in the Italian fifties ai Mercati di Traiano La Dolce Vita. 1950 - 1960. Stars and celebrities in the Italian fifties ai Mercati di Traiano La Dolce Vita. 1950 - 1960. Stars and celebrities in the Italian fifties ai Mercati di Traiano

Uma oportunidade ideal para entender imaginário da época, e dar um belo mergulho no verão da Roma e da Itália do crescimento econômico, da grandeza da “Hollywood no Tevere”, que olhava para o futuro com otimismo, em ritmo de rock’n roll com muita Coca Cola .. Bom, a Coca Cola ficou.

Na Galeria:

1_1956, Roma. Anna Magnani no Grand Hotel para o Galà del Cinema. Entre as maiores interpretes do cinema italiano, em 21 de março do mesmo ano vence o Oscar como melhor atriz com o filme A rosa tatuada de Daniel Mann, onde atuou ao lado de Burt Lancaster.

2_1956, Roma. Sophia Loren na largada do III Rallye de Cinema. Nascida em 1953, a manifestação – organizada por Ezio Radaelli - terá um grande papel na construção dos famosos populares, permitindo que atores, atrizes e diretores de cinema fossem recebidos por multidões nas etapas entre Roma e Sanremo da competição.

4_1956, Roma. Ava Gardner e Walter Chiari em um coquetel no ateliê das Irmãs Fontana. Ele, ator já famoso e que já tinha passado por vários namoros, entre eles o noivado com Lucia Bosè em 1953, e ela, ainda casada formalmente com Frank Sinistra da qual divorciará em 1957, serão protagonistas de uma relação que, ente fofocas e jornais chega até 1959.

6_1960, Roma. Os fotógrafos cercam a Gina Lollobrigida, retratada na estréia do filme Ben Hur. Estrea por competência profissional, beleza e personalidade, nos primeiros anos da década de 50 será protagonista absoluta do star system internacional e das páginas dos jornais do mundo todo.

10_1959, Roma. Clark Gable e consagrado um dos maiores astros do cinema já em 1935, com o Oscar como melhor ator e protagonista em Aconteceu naquela noite de Frank Capra, e em 1939, pela interpretação em E o Vento Levou de Victor Fleming. Fascino, carisma e elegância o consagram na história do cinema no papel do belo e cafajeste, que reproduziu na sua vida privada, onde colecionou cinco casamentos e muitos flertes. A foto, tirada na apresentação de A baia de Nápoles de Melville Shavelson - seu penúltimo filme na qual contracena com a Sophia Loren e Vittorio De Sica.

11_1959, Roma. Anita Ekberg com Shubert, o costureiro dos famosos, no Palácio dos Congressos para o ´prêmio Máscara de Prata. Antes da Doce Vida de Federico Fellini, Anita Ekberg já é uma estrela. Miss Suécia em 1950, a beleza exuberante e o produtor Robert Hughes lhe garantem as portas abertas em Hollywood, o seu casamento com Anthony Steel em Florença, em 1956, tem as honras da imprensa e as capas das revistas a apresentam como a anti Sophia Loren. Com a sua escolha, Fellini acerta e não será desmentido. A Anita se torna um símbolo e o seu nome nos conta toda uma época.

12_1960, Roma. Joan Collins no Hotel Hassler para a apresentação de Ester e o Re de Raoul Walsh e Mario Bava. Cinco maridos, uma série de amantes, na maioria das vezes mostrados e declarados, e uma beleza de pin-up fizeram de Joan Collins a resposta inglesa de Elizabeth Taylor, e uma das estrelas mais faladas pelo mundo dos famosos do cinema internacional. O seu grande sucesso dos anos cinquenta é Os mísseis no jardim de Leo McCarey (1958) onde contracena com Paul Newman.

13_1957, Roma. Kim Novak em uma conferência de imprensa no Grand Hotel. Apresentada como a alternativa para Marylin Monroe e Grace Kelly, no começo dos anos cinquenta contracena ao lado de atores já consagrados como Frank Sinatra, William Holden, Jack Lemmon, James Stewart e, em 1958, alcançará o auge com a interpretação no Um corpo que cai de Alfred Hitchcock.

Votar no artigo:
Nenhum voto. Seja você o primeiro!