Carros italianos: Ferrari 330 P4, sonho de luxo milionário

Escrito por: -

ferrari 330 p4

A Ferrari 330 P4 é um sonho de luxo milionário, voltado para poucos que possuem patrimônios de conto de fadas. É quase impossível encontrar um carro deste a venda, porque ninguém quer se desfazer. Difícil estimar um valor, mas as suas cotações estão sempre no nível máximo. Coisas de sultões e milionários da Forbes.

Na sua mecânica de alta classe está reunida a melhor tradição de Maranello. É um carro forte e pesado, mas também escultural e balançado. Pertence a classe dos “vermelhos” mais fascinantes de todos os tempos. Uma verdadeira obra de arte, com uma combinação de formas perfeita. Muitos acreditam que seja o modelo Esporte mais bonito do mundo automobilístico.

O 330 P4 é uma emoção, uma confluência de velocidade, de técnicas, de estilo e de melodias, que se fundem em uma excitante mistura, cuja composição nos remete as rimas das poesias mais bonitas.

ferrari 330 p4ferrari 330 p4ferrari 330 p4ferrari 330 p4

A frente, baixa e comprida, nos permite perceber a garra de seus cromossomos, enquanto a traseira, compacta, expressa o romantismo da sua força dinâmica. É uma obra de arte absoluta, perfeita e proporcional nos seus volumes sensuais. O sublime equilíbrio que define a ação permitiu a este modelo vencer o Mundial Marche de 1967.

Gli interventi colgono nel segno e l’auto risulta molto più incisiva della progenitrice (che viene convertita allo stile dell’erede, con la sigla 412 P). Grazie ad essa si apre un nuovo e intenso capitolo nella lotta col gigante Ford, dopo che la brusca interruzione delle trattative per la vendita della Casa di Maranello, ormai in dirittura d’arrivo, aveva spinto il costruttore americano a lanciare il guanto si sfida, con l’evidente obiettivo di umiliare i bolidi italiani nel loro terreno di elezione: le corse!

Nas corridas este modelo fez um grande sucesso. Na corrida 24 Horas de Daytona de 1967 vencem Bandini e Amon, seguidos de Parkes e Scarfiotti, com dois P4 e um 412 P, que chega em terceiro. As fotos dos modelos “vermelhos” ganham as primeiras páginas dos jornais, e entram na enciclopédia do automobilismo.

O modelo 330 P4 consegue vencer nos 1000 km de Monza, com Bandini e Amon na frente de Parkes e Scarfiotti. Na Targa Florio, diante de seu público, Vaccarella é obrigado a parar por causa de uma batida. Se não fosse este imprevisto o resultado desta corrida teria sido diferente. Na largada da outra 24 Horas de Le Mans estão presentes oito Ferrari (metade são modelo P4), mas a montadora italiana perde para a concorrente Ford.

Pela décima terceira vez o Prêmio Construtores fica com a Casa de Maranello. As novas regras, para os modelos participantes no Mundial de 1968 impedem a inscrição do P4, assim como forma de protesto a Ferrari não disputa.

ferrari 330 p4ferrari 330 p4ferrari 330 p4ferrari 330 p4ferrari 330 p4ferrari 330 p4

Votar no artigo:
Nenhum voto. Seja você o primeiro!